Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Patrícia Lobo

Patrícia Lobo

...

29.04.12, Patrícia Lobo
Dar sempre o melhor de nós. Nunca viver na sombra de alguém. Não ter medo de arriscar pela própria felicidade. Sinto-me plena para voar ao teu lado.

Sabes que é amor

26.04.12, Patrícia Lobo
Sabes que é amor porque a saudade te sufoca e ao vê-lo o coração quase te salta fora do peito. Sabes que é amor porque percebes que darias qualquer coisa só para estar perto dele, só para voltar a tocar nele e cheirar o seu perfume. Sabes que é amor porque já todos se aperceberam de que ele não te é indiferente, menos ele.
Sabes que é amor porque o coração assim o quis e tu assim o sentes.

...

26.04.12, Patrícia Lobo
Todos os dias, um pouco mais de ti fica preso em mim. Eu gosto de ti e deste amor que vai crescendo em nós, pela simplicidade dos nossos laços. Pelas palavras simples e os simples gestos, que transmitem tudo o que preciso sentir. Nem todos são capazes de amar assim. Eu mesma não julgava ser tão possível.

...

25.04.12, Patrícia Lobo
Até chegares ao fim da meta, muitos obstáculos se atravessarão pelo caminho. Serão todos os tropeções, todas as quedas e todas as vezes que o teu corpo se voltar a erguer, que ditarão a tua chegada. Não esperes que a meta esteja já ao virar da esquina. Pensa sim em como dar o teu melhor para lá chegares. Que desistir nunca passe a ser um objectivo para ti. Irás arrepender-te de não teres lutado.

...

24.04.12, Patrícia Lobo
As promessas vão sendo quebradas, pouco a pouco. Já nada é aquilo que queríamos que fosse eterno. Novos rumos foram tomados, novos corações foram conquistados. Velhos os caminhos abandonados e as almas que por lá ficaram. Sempre o mesmo amanhecer a que fomos assistindo e tantos os sentimentos que foram substituídos. O que amámos um dia ainda nos pertence, mas está sujo de pó e esquecimento.

...

19.04.12, Patrícia Lobo
Ainda era cedo. Sabia-o, pois todas as pequenas e grandes lojas do centro mantinham as portas fechadas. Os vidros das fúteis montras pelas quais passava reflectiam a minha imagem. Consegui reconhecer a ansiedade no meu rosto quando me vi com um sorriso estúpido. Estaria eu a sorrir assim há quanto tempo? Ora, que parvoíce. Sabia que seria apenas um café da manhã entre dois amigos, mas o facto de me cruzar com aqueles olhos sorridentes, outra vez, numa circunstância totalmente diferente da habitual, deixava-me naquele estado. Não tenho culpa. Olhava para o relógio e o tempo custava a passar. Já estaria ele a caminho? A vibração do telemóvel impediu-me de terminar o raciocínio e, até quase me impediu de raciocinar alguma vez mais. Li o teu nome, ouvi a tua voz. [...] Não saias daí. Vou-te buscar. [...] Alcançaste-me.

Obrigada por esta maravilhosa manhã.

...

18.04.12, Patrícia Lobo
A música continua a soar nos ouvidos de quem não quer adormecer. De quem não quer ou não pode. É difícil cair sobre a almofada e ficar inconsciente quando os maus pensamentos te assaltam a mente, sabias? Com certeza já te aconteceu. Quando o laço virou nó no lugar do coração. A melodia que transborda dos phones faz-me querer cantá-la ao teu ouvido. É que a letra da canção tem tanto de nós. Um tanto que é nada. É isso que te cantaria: um amor não correspondido.

...

18.04.12, Patrícia Lobo
It's you, it's you, it's all for you. Everything I do, I tell you all the time. Heaven is a place on earth with you. Tell me all the things you want to do. [...] They say that the world was built for two. Only worth living if somebody is loving you. Baby, now you do.

...

18.04.12, Patrícia Lobo
Agora também me podem ler no tumblr. Decidi criar um novo espaço, numa plataforma diferente, para todos os meus textos e algumas das minhas citações favoritas. Podem visitar o she still loves me aqui! Aproveito também para relembrar que o meu formspring ainda é vivo(!), mas anda muito paradinho... Um beijo no nariz, patrice.

...

17.04.12, Patrícia Lobo
Tenho vontade de desistir de tudo. Estar só, desviar-me da rotina. Ir para algum lugar bem longe de tudo o que me faz lembrar de quem sou, para tentar saber se consigo ser alguém diferente. Melhor. Mais feliz. Menos inconstante.

Pág. 1/3