Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Patrícia Lobo

Patrícia Lobo

Desilusão

15.02.15, Patrícia Lobo
Eu juro que tento ser forte. Tento não pensar tão negativamente nas coisas e, sobretudo, não me iludir com certas atitudes. Mas o meu pior defeito é ser demasiado transparente. É como se tivesse escrito na testa tudo o que sinto, sem conseguir disfarçar ou pôr esse sentimento de parte. E se há algo que não consigo esconder é a desilusão. Entranha-se na minha pele e toma o seu lugar, ficando à disposição de olhos alheios. Muitas vezes, faz com que pareça uma pessoa fria, mal-educada até, quando na verdade os meus olhos apenas se querem encher de lágrimas, porque o coração está a sentir demais. Dor a mais.

10 Dias || 3 coisas que gostaria de esquecer

08.02.15, Patrícia Lobo
O desafio do dia de hoje foi bastante complicado para mim. Não há realmente algo que queira esquecer. Tudo o que já me aconteceu na vida, de bom ou mau, guiou-me para a pessoa que sou hoje. São momentos que fazem parte de mim e que, de alguma forma, me deixaram mais forte. Ainda assim, aqui vai!
  1. O dia em que soube que a minha avó tinha cancro da mama. Queria esquecer se isso significasse que ela estaria bem agora.
  2. A primeira vez que me partiram o coração.
  3. A minha primeira negativa a Matemática!

10 Dias || 4 coisas que nunca esqueci

07.02.15, Patrícia Lobo
São poucos os anos de vida ainda, mas este é um resumo daquilo que me fez sorrir e chorar e que nunca esquecerei.
  1. No meu último aniversário, o meu pai fez-me a maior surpresa de sempre e apareceu de surpresa em nossa casa. Já não o via há sete meses porque ele estava, e está, a trabalhar em Angola.
  2. 11.11.11 & 10.03.2014. Dois concertos, uma banda! Scorpions é uma das melhores bandas de sempre e eu tive o privilégio de os ver duas vezes. Duas vezes!
  3. No meu 10º aniversário, nadei com golfinhos no Zoomarine, em Albufeira. Presente do meu padrinho. Uma experiência para a vida!
  4. Há uns anos atrás, os meus pais tiveram um acidente de carro. Um condutor adormeceu ao volante e embateu de frente no carro dos meus pais. Quando soube da notícia o meu mundo desabou. Chamem-lhe milagre ou pura sorte, mas os meus pais saíram praticamente ilesos e pelo próprio pé de dentro do carro que ficou totalmente destruído na parte da frente. 

Família

07.02.15, Patrícia Lobo
Daqui para a frente, o caminho é incerto. O tempo não é eterno e eu dava tudo para que fosse. Não sei, não imagino e não quero sentir a perda de alguém. Esse é e sempre será o meu maior medo. Perder aqueles que amo. Perder e perceber que uma parte de mim já não existe e é apenas uma memória. E sim, todos dizem que é o ciclo da vida e isto e aquilo. Foda-se o ciclo da vida. Eu quero essas pessoas comigo para sempre! As pessoas que me viram nascer e dar os primeiros passos. Aquelas que passaram noites sem dormir sempre que adoeci. As pessoas que me deram um ombro amigo para chorar e milhões de motivos para sorrir. Aquelas que cuidaram de mim, sem pedir nada em troca. As pessoas a que chamo família, com todo o orgulho. Aquela família perfeita, à nossa maneira. 
Como é que é suposto seguir em frente sem esse apoio? O que fazemos quando nos tiram isso?
Como é que dizemos adeus a quem não queremos perder?

10 Dias || 7 coisas em que penso todos os dias

04.02.15, Patrícia Lobo

Eu sou uma pessoa que nunca pára quieta mentalmente. Estou sempre a fazer planos (maior parte deles nunca são postos em acção!), antes de adormecer escrevo sempre um texto na minha cabeça e é assim que muito do que aqui escrevo é elaborado ou, simplesmente, penso na vida e nas pessoas que me são importantes de uma forma que não consigo explicar por palavras.
  1. Avó.
  2. Paps.
  3. Oliver.
  4. Faculdade.
  5. Ratazanas! (nos últimos tempos)
  6. Passado.
  7. Futuro.

Liberdade

03.02.15, Patrícia Lobo
Há tanta coisa neste mundo para descobrir. Tantos lugares, tantas pessoas, tantas sensações. Há tanto que podemos fazer no nosso presente, com a nossa mente, pela nossa liberdade. Não deixemos que isso nos escape entre os dedos.

Pág. 1/2