Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Patrícia Lobo

17.06.17

Contigo o amor era bem diferente

Patrícia Lobo
Nem sei se devia dirigir as minhas palavras para ti, mas hoje, fui assaltada por memórias cruéis. Foste o autor de cada uma delas. E eu fui fraca por tê-lo permitido. Não sabia que o amor era beijos na testa ou palavras delicadas. Contigo o amor era bem diferente. Era a tua (...)
02.02.16

Querido A.,

Patrícia Lobo
A noite já vai longa e com ela vieram as memórias de ti. Pergunto-me se alguma vez irás responder às minhas palavras ou se continuarás a negar a minha existência. Já passaram cinco meses e eu não sei bem o que somos. Nem sei bem se alguma vez fomos.  E eu (...)
10.10.15

Primavera

Patrícia Lobo
Era ele. Parecia ainda mais bonito e tinha definitivamente o cabelo mais curto, mas era ele. Fiquei surpreendida. Não o esperava ali, naquele momento, mas já só conseguia pensar em abraçá-lo.Dizem que o amor se vai desvanecendo com o tempo e a distância. Então que raio de amor é este que me (...)
12.09.15

Um corpo só

Patrícia Lobo
Tudo o que se ouvia lá fora eram as gotas de água que caíam vigorosamente. Dentro da pequena cabana o som das respirações ofegantes abafava tudo em redor daqueles corpos. Estavam ali, nus de paixão, entregues um ao outro. Não precisavam de mais nada. Um ano depois, a chuva caía com a mesma (...)
07.09.15

Recomeçar

Patrícia Lobo
Em pleno Verão, a temperatura deixava muito a desejar, mas isso não impediu Beatriz de sair de casa. Precisava daqueles momentos sozinha. Com o vento frio soprando forte no seu rosto, desejou que ele a levasse para longe. Não pertencia àquele lugar. Disso tinha a certeza. Dois anos antes, Beatriz (...)
20.08.15

O meu momento é agora!

Patrícia Lobo
Todos temos um momento na nossa vida em que tudo passa a fazer sentido. Até as coisas mais absurdas. Todos temos um amor assim. Todos o merecemos.Pouco passava das cinco da tarde e nós continuávamos à conversa, sem dar pelo tempo passar. Tudo à nossa volta reflectido na água calma do lago e nós sentados à sua beira. Há quanto tempo não fazíamos isto? Há (...)
10.08.15

Eu ainda te amo

Patrícia Lobo
"Cinquenta anos e eu ainda te amo como no primeiro dia.Estavas à janela. O sol irradiava calor e as tuas faces coradas colidiram comigo quando viste que te observava. Não sei explicar o que senti, só sabia que serias a minha mulher para o resto das nossas vidas. Perguntei-te o nome.– Maria – respondeste, envergonhada.Maria do maior sorriso. Maria dos olhos (...)
11.07.15

Odeio-te

Patrícia Lobo
Bem me quer. Mal me quer. Eu sei que ela não me quer. Sei, simplesmente, que não a mereço. Mas o coração é traiçoeiro e ela será sempre o meu ponto fraco. Já passaram três anos desde que fiz as malas para partir e não mais voltar. Não tinha bem a certeza para onde ia. Sabia apenas que o deveria fazer para o (...)